Consultar processo trabalhista pelo nome ou CPF

Veja como proceder para consultar processo trabalhista pelo nome ou cadastro de pessoa física (CPF)

Para consultar um processo trabalhista pelo nome ou até mesmo utilizando o número de CPF, fique atento as dicas que iremos passar nas linhas a seguir e verá que fazer uma consulta de um processo trabalhista através da internet é possível e também descomplicado de se beneficiar deste serviço, sendo assim, você facilmente conseguirá acompanhar um processo trabalhista que desejar, basta consultar processo trabalhista na internet.

Para que você entenda melhor como funciona o andamento dos processo na Justiça do Trabalho brasileira, eles podem ser de duas maneiras, a primeira é por Dissídios Coletivos, a outra é pelo chamado Dissídios Individuais. Os nomes já parecem sugestivos, mas vamos explicar detalhadamente o que cada um significa:

Publicidade:

Dissídios Coletivos: Os dissídios coletivos se instauram por meio de uma petição inicial onde são apontadas as reivindicações e causas. Neste caso, as ações trabalhistas serão ajuizadas por intermédio do próprio Sindicado do Trabalho, por Confederações ou até mesmo pelas Confederações, podem ter sua origem no TRT ou até mesmo TST. A fim de acordo antecipado, nestes casos são convocadas reuniões com intenção de conseguir chegar a um acordo, porém, caso não seja possível este acordo em primeiro momento, neste caso então o dissídio vai para a tutela do TST.

Dissídios Individuais: É uma relação jurídica onde discutem-se litígios individuais dos empregados e patrões, provenientes de uma relação de trabalho, em frente ao órgão jurisdicional competente. A reclamação é levada a uma vara trabalhista, antes que o Juiz analise a reclamação, é elaborada uma proposta de conciliação entre o reclamante (a grande maioria são os empregados) e o reclamado (grande maioria de empresários ou patrões). Unicamente se nada der certo nas negociações iniciais, então a reclamação será analisada mais a fundo. Neste casos, após o Juiz proferir sentença, ambos terão direito de entrar com novo recurso.

Esses processos trabalhistas poderão ser consultados na internet sempre que você precisar e é uma consulta gratuita, vale ressaltar que você pode fazer a consulta por nome ou utilizando o CPF ou CNPJ se for o caso, isso acaba sendo uma mão na roda para ambos os envolvidos nos processos trabalhistas que precisam acompanhar o processo de perto, tanto para patrão como para o empregado tudo fica mais fácil.

Publicidade:


O ideal é que uma relação entre trabalhador e empregador seja o mais saudável possível, ambos se respeitem e lutem pela mesma causa, o empregador por sua vez deve valorizar o seu empregado e ao mesmo tempo o empregado deve fazer por merecer a sua valorização. Sabemos que nem sempre isso é possível ou nem sempre isso acaba acontecendo, mesmo assim, é sempre importante lidar de maneira consciente com as adversidades e problemas que venham a surgir, quando isso não se torna possível, o empregado poderá recorrer a um Processo Trabalhista. Ao acionar o empregador na justiça, é importante saber que os órgãos  responsáveis para cuidar desses assuntos são o TST que é o Tribunal Superior do Trabalho, e também tem os TRT ‘ s ou Tribunais Regionais do Trabalho, ou ainda os Juízes do Trabalho.

Essa é a página onde você poderá consultar processo trabalhista pelo nome ou CPF, mais no fim do artigo tem o link direto da mesma:

Consultar processo trabalhista pelo nome

Consultar processo trabalhista pelo nome ou CPF

Publicidade:

Sabemos que qualquer que seja o trabalhador brasileiro que julgue estar sendo injustiçado no emprego e que teve seus direitos de empregado negados, pode prontamente unir provas, contratar um advogado ou até mesmo solicitar um defensor público e recorrer na Justiça do Trabalho. Porém muita gente não sabe, mas a justiça está aí para atender a todos, e caso o empregador sinta-se lesado pelo funcionário, ele poderá também mover um processo trabalhista contra seu funcionário.

Os  processos trabalhistas podem ser elaborados de duas maneiras, são elas:

  • Reclamação Escrita

Essa reclamação tem acompanhamento de um advogado ou até mesmo pelo próprio sindicato.

Publicidade:

  • Reclamação Verbal

Reclamação que pode ser feita pelo trabalhador ou empregador, como falamos, para fazer uma reclamação verbal é preciso se digirigir a uma Vara do Trabalho e relatar a situação que está lhe incomodando e deseja reclamar, apresentando provas e fundamentações para tal reclamação.

Para quem não sabe ainda, a primeira instância da Justiça do Trabalho são os Juízes do Trabalho, que agem nas Varas do Trabalho e a segunda instância da Justiça do Trabalho são os 24 Tribunais Regionais do Trabalho, integrados por desembargadores.

Como já foi comentado antes, a consulta pode ser feita usando-se um número de CPF do empregado, ou no caso de ser uma reclamação do empregador, usando o número do CNPJ da sua empresa que deve estar em dia com suas obrigações com a justiça.

Para consultar processo trabalhista pelo nome ou CPF acesse o site do Tribunal Superior do Trabalho, neste endereço eletrônico: http://www.tst.jus.br/processos-do-tst basta preencher os dados necessários para realizar sua consulta trabalhista.

Publicidade:

Curta e Compartilhe!

88 Comentários

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONSULTAR CPF – SITE NÃO OFICIAL DE CONTEÚDO INFORMATIVO GRÁTIS - POLÍTICA DE PRIVACIDADE